Blog

Qual é o curso para Formação de Vigilantes e Seguranças Patrimoniais?

Segurança armada é coisa séria! Quando pensamos em contratar um serviço de segurança patrimonial, é necessário que os vigilantes possuam o Curso de Formação de Vigilantes e a Carteira Nacional de Vigilante. Um dos principais riscos na segurança privada é contratar pessoas inexperientes, sem a formação exigida, e, em alguns casos, de outras áreas de atuação. 

É preciso ter em mente que a seleção inadequada de profissionais acaba colocando a vida das pessoas em risco. Numa situação que requer a intervenção armada, o treinamento, a perícia e o grau de controle emocional do vigilante são essenciais para uma proteção eficaz.

Formação de Vigilante e Seguranças Patrimoniais

Como escolher um bom curso de vigilante

Quem pretende ingressar na carreira de vigilante deve procurar instituições de ensino reconhecidas pelo mercado. As instituições autorizadas a ministrar o curso de vigilante seguem à risca algumas exigências em relação ao cumprimento de carga horária de aulas, qualificação dos professores, entre outras necessidades.

Como funcionam os cursos de vigilantes?

O curso de Formação de Vigilantes formam novos profissionais especializados em segurança privada, mas também se enquadram aos seguranças já formados, que buscam especialização. Os cursos reconhecidos ministram, em média, 20 dias de aulas e têm uma carga total de 200 horas. Para fazer a matrícula no curso, os interessados devem estar em dia com as obrigações militares e eleitorais, idade superior a 21 anos e não apresentar antecedentes criminais.

Além disso, é preciso ter formação escolar até a 4ª série do ensino fundamental, estar em condições de saúde física e mental satisfatórias e ser aprovado no exame médico e psicotécnico. Atualmente, muitas mulheres também investem nos cursos de formação para ingressar na área de segurança privada.

Principais ensinamentos dados no curso de formação de vigilantes

Um bom curso de especialização ensina técnicas diversas de vigilância, noções de segurança eletrônica, noções de segurança privada, prevenção e combate a incêndio, direitos humanos, armamento e tiro, defesa pessoal, primeiros socorros, relações humanas no trabalho, gerenciamento de crises e sistema de segurança pública e crime organizado.

Onde os vigilantes podem atuar?

O mercado de trabalho para os vigilantes é bastante amplo, especialmente nas empresas privadas. Normalmente, os maiores contratantes desse tipo de serviço são as empresas de terceirização, que disponibilizam profissionais qualificados para fazer a proteção de locais como shoppings, hospitais, centros de distribuição, eventos públicos e privados, centros de convenções, entre outros.

Qualidade e eficiência Megavig

O Grupo Megavig possui em seu quadro de colaboradores os mais experientes profissionais, que garantem qualidade e eficiência no dia a dia. Nossos supervisores são responsáveis pela inspeção diária dos postos, orientando os vigilantes sobre os serviços.  Outro profissional fundamental no processo é o gerente de contas, que está full time à disposição do cliente, mantendo-o informado sobre todas as operações.

A Megavig atua apenas com profissionais especializados em segurança privada, altamente qualificados para pôr em prática todo aprendizado obtido no treinamento em segurança e vigilância. São essas exigências legais que irão diferenciar os profissionais dos amadores. Nossos profissionais possuem Formação na Lei Federal 7.102/83 e aos sindicatos das empresas de segurança.

Acesse e saiba mais sobre a Megavig

TOP