5 pontos que não podem passar despercebidos em um Projeto de Segurança para Eventos

Segurança para Eventos - Grupo Megavig

As empresas que organizam eventos devem estar sempre atentas a todos os detalhes envolvidos no processo. Independentemente do porte dos shows, festas e afins, é fundamental que se pense no projeto de segurança para eventos. Assim, além da proteção do público, consegue-se evitar ou amenizar riscos de incidentes.

Em suma, a segurança para eventos abrange medidas de prevenção e proteção, que são implementadas e monitoradas antes, duração e após determinadas ocasiões. De fato, um projeto de segurança em eventos bem sucedido envolve a contratação dos fornecedores certos.

Sendo assim, as empresas terceirizadas em segurança assumem o controle de gastos, a gestão de equipes e a execução das tarefas planejadas. Logo, todo esse trabalho segue à risca normas específicas, indicando pontos que nunca podem passar despercebidos em um projeto de segurança tão amplo.

E é sobre esses fatores que vamos falar neste artigo do Grupo Megavig, especialista em segurança para eventos.

Cuidados na fase de pré-projeto em segurança para eventos

Antes de qualquer evento ocorrer, a empresa terceirizada contratada desenvolve todo o conceito do projeto de segurança. Então, este projeto inclui tanto a análise do ambiente quanto um estudo sobre a infraestrutura disponível no local. Da mesma forma, as equipes de planejamento de segurança precisam mapear rotas de saída, de acessos, documento todas as decisões definidas no projeto.

Durante o evento é o momento em que se colocar todas as medidas em prática. Portanto, é nesse momento que as equipes de segurança ampliem a comunicação entre si e coordenam todas as ações já combinadas estrategicamente.

Já na fase do pós evento, os seguranças monitoram a saída do público e auxiliam no desmonte de equipamentos utilizados no trabalho. Do mesmo modo, devem elaborar relatórios, onde possíveis intercorrências sejam registradas por posterior avaliação.

Necessidade da presença do Gestor de Segurança em Eventos

Como todo projeto que precisa apresentar bons resultados, a presença de um gestor é imprescindível. Afinal, ele é o profissional incumbido de coordenar ações de segurança em festas, eventos esportivos, shows, comícios, etc.

Decerto, entre as funções do gestor está garantir que seja respeitado o número limite de pessoas por metro quadrado, medida recomendada. Ele também precisa conhecer, em detalhes, tudo o que ocorre no perímetro do local do evento, fazendo levantamentos sobre:

  • Presença de iluminação adequada;
  • Planejamento de rotas de fuga;
  • Facilidade de acesso ao espaço do evento;
  • Existência de vagas para estacionamento;
  • Vistoria de instalações sanitárias;
  • Análise do perfil do público;
  • Avaliação das condições climáticas.

Atenção às novas medidas de segurança

Para evitar o número de acidentes em casas de show e boates, o Ministério Público promoveu, recentemente, mudanças nas medidas de segurança em eventos. Uma dessas mudanças é a obrigatoriedade dos estabelecimentos em informar a capacidade de pessoas que o local comporta.

Assim, esse tipo de informação deve ser divulgado aos clientes logo na porta de entrada. Além disso, outras medidas foram implementadas, sendo elas:

  • Divulgação no ingresso e em outros materiais sobre o número e a data de validade do alvará de funcionamento do estabelecimento;
  • Divulgação aos clientes sobre a proteção contra incêndios;
  • Obrigatoriedade de vistoriar a estrutura da casa de show, identificando possíveis riscos aos clientes;
  • Revistar clientes na entrada é facultativo.

Conhecimento sobre a Legislação vigente

Cada cidade e cada estado tem uma legislação diferente sobre segurança em eventos. Por isso, é importante conhecer detalhadamente a regulamentação específica, buscando informações em órgãos como prefeituras, Ministério Público, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, dentre outros.

Política de Segurança em Eventos

Os patrocinadores e organizadores de eventos definem suas próprias diretrizes de política de segurança em eventos. De acordo com a natureza de cada evento, as prioridades podem mudar, mas algumas medidas seguem sendo primordiais.

Dessa forma, cabe às equipes de segurança controlar o fluxo de pessoas, combater ações criminosas (assaltos e furtos), proteger o perímetro e evitar ações de cambistas.

Todo esse grau de responsabilidade exige que as empresas de segurança contratadas sejam realmente experientes no assunto. Portanto, na hora de contratar projetos de segurança de eventos, fale com quem entende do assunto.

Entre em contato com o Grupo Megavig!

Grupo Megavig

Grupo Megavig

Leave a Replay